PUSILÂNIMES…

Em 1967 fui para Brasília,onde além de exercer o magistério de Educação Física(aprovado em concurso público)me dediquei ao basquetebol,em anteposição a um grupo enorme de japonêses que implantaram o judô nas escolas,e só se dedicavam a ele.Se podiam trabalhar unicamente no judô,porque eu não poderia fazer o mesmo no basquete?Foi um argumento poderoso e pude dar inicio a um dos bons trabalhos que realizei em minha vida desportiva.Primeiro com a seleção masculina juvenil,que todo Campeonato Brasileiro só ocupava as últimas colocações.Depois de 4 meses de treinamento intenso fomos para a competição em Belo Horizonte onde alcançamos o 5ºlugar com brilhantismo.No ano seguinte sob o comando do grande Geraldo da Conceição a equipe alçou o 3ºlugar em Recife,o que demonstrou o acêrto do trabalho.Vindo ao Rio encontrei-me com o Vice-Presidente Técnico da CBB,o Prof.Gerson Silva,que me fez um desafio.Se em 6 meses eu preparasse uma equipe feminina juvenil,estavamos em julho de 68,ele faria realizar o primeiro Campeonato Brasileiro Juvenil Feminino em Brasilia no ano seguinte,isto porque somente 3 estados trabalhavam jovens atletas,São Paulo,Pernambuco e Bahia.No Rio de Janeiro,a administração do Prof.Cysneiros na Federação ,jurou que enquanto lá estivesse não haveria basquete feminino no estado.Aceitei o desafio,e em outubro daquele mesmo ano viemos para os Jogos da Primavera do Jornal dos Sports,onde ganhamos o torneio colegial com sobras.Em fevereiro de 69 voltamos ao Rio,convidado pela CBB para fazer a preliminar da decisão
do Campeonato Carioca Masculino Principal,entre Botafogo e Vasco da Gama num Maracânanzinho com 20 mil torcedores.Jogamos contra a única equipe remanecente do Rio de Janeiro,o Olaria,que mesmo com sua equipe adulta perdeu para nossa equipe juvenil para o delírio de todos os presentes.Logo após o jogo,o Prof.Gerson nos enviou a São Paulo onde o Diretor Técnico da FPB,Prof Fabio Barros já nos aguardava para uma turnê
pelo interior do estado.Jogamos contra as equipes principais de Araçatuba e Sorocaba, e contra equipes juvenis de Santo André,São Caetano e São Bernardo.Vencemos um jogo e perdemos os outros com placares nunca superiores a 5 pontos.A performance da equipe convenceu o Prof.Gerson da exequibilidade do Campeonato em Brasilia,e com o convencimento e ajuda à Federação do Rio Grande do Norte,a condição minima de 5 equipes exigida pelo regulamento dos campeonatos brasileiros foi alcançada.Na semana que antecedeu a realização do Campeonato fui afastado do comando da equipe que formei e preparei com grandes sacrificios,por imposição de um grupo que não aceitava um “estrangeiro” se impondo no terreno que afirmavam lhes pertencer,mesmo que esse estrangeiro fosse o campeão brasileiro da categoria principal.A equipe foi entregue a uma comissão que no espaço de uma semana pôs o trabalho por terra,pois a equipe que preparei para somente ter dificuldades com São Paulo,terminou em 3ºlugar.Mas foi o inicio de uma tradição de renovação do basquete feminino brasileiro,e que vinha se mantendo em sua fundamental importância nos últimos 35 anos.Até que nesse ano de 2005
a CBB resolveu não realizar o Campeonato porque somente duas Federações,a Paranaense
e a Do Espirito Santo se comprometeram a realizá-lo.Mas como ambas votaram contra o grego melhor que um presente nas últimas eleições,ele e sua turma resolveu punir as federações,esquecendo que o maior punido e profundamente prejudicado foi o basquete feminino brasileiro,tão necessitado de novos valores.Num jogo em que fui excluido injustamente por um árbitro de terceira categoria,mencionei que ele estava tomando uma atitude pusilânime,e me fui do ginásio.Dias mais tarde me encontrei com ele que afirmou não me ter relacionado na súmula por ofensa,pois não sabia o significado da
palavra pusilânime.É o mesmo termo que aplico à direção da CBB.Todos vocês são pusilânimes,em suas atitudes de política rasteira e vendetas mafiosas.E para que não pairem dúvidas sobre o significado da palavra em questão,menciono o Dicionário Brasileiro da Lingua Portuguesa,que assim a define:PUSILÂNIME,adj.es.2gên.Diz-se da pessoa que tem fraqueza de ânimo; tímido; medroso; covarde.(Do lat.pusillanime.)
Como bem definiam os romanos na antiguidade,são um bando de covardes,são todos iremediavelmente PUSILÂNIMES!Que os deuses nos protejam,Amén.



Deixe seu comentário

Comentários Recentes


    Warning: mysql_query(): Access denied for user ''@'localhost' (using password: NO) in /home/paulo/public_html/blog/wp-content/themes/paulomurilo/functions.php on line 7

    Warning: mysql_query(): A link to the server could not be established in /home/paulo/public_html/blog/wp-content/themes/paulomurilo/functions.php on line 7

    Warning: mysql_fetch_row() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/paulo/public_html/blog/wp-content/themes/paulomurilo/functions.php on line 8