A ARTE DA DEFESA…

Com a definição dos quatro finalistas, o Final Four, chega à decisão nesse próximo fim de semana o Campeonato Universitário da NCAA, onde as equipes de melhor defesa se enfrentarão em batalhas memoráveis, quando num espaço de posse de bola de 35seg. não as vemos esmorecer um segundo sequer, em duelos onde a evolução ofensiva tem primado pela utilização de dois armadores, e agora, três alas, ou pivôs móveis, abrindo mão em sua maioria dos pivôs massudos e lentos, pois dessa forma tentam contornar a superioridade defensiva com velocidade e destreza, numa evolução cíclica que sempre é desencadeada quando um segmento de jogo tende a superar um outro, ou seja, defesas melhores evoluem sistemas de ataque, e vice versa.

UConn, Michigan State, North Carolina e Villanova, esta inovando ao conceito clássico americano de escalação, onde two guards, two fowards e one center, foram substituídos por two guards e three fowards, demonstrando estarem sintonizados com o apelo nacional do coach K, no sentido de modificarem sensivelmente o modo de atuar de suas equipes, visando a retomada internacional abalada nos últimos anos. E estão conseguindo.

Leia mais »

VETO E RESPOSTA…

(…). Meus amigos, fiquei surpreso. Juro que eu não sabia que incomodava tanto à poderosa Globo. Devo ser uma pedra no sapato deles. Até parece que eu sou bi-campeão do mundo vestindo a camiseta da Espn Brasil.

Não tenho mágoas desse fato , estou é muito feliz. Abs.

Wlamir Marques

Dessa forma o grande Wlamir encerra seu depoimento ao site Draft Brasil ,sobre o veto que sofreu em sua participação no Jogo das Estrelas do NBB,  com a maior das verdades, o de ter sido bi-campeão mundial com a camisa brasileira, o que o torna um ícone da modalidade, independendo em que emissora trabalhe. Mais elegante do que isso, impossível.

Leia mais »

O QUE TODO JOGADOR DEVERIA SABER 11…

Quando publiquei a serie “O que todo jogador deveria saber”, logo em seu primeiro artigo que discorria sobre o equilíbrio, recebi uma boa quantidade de indagações sobre o real teor do que ali estava sendo abordado, principalmente sobre o controle do centro de gravidade em todas as ações de drible, fintas, marcação, rebotes e arremessos, nos fundamentos de uma maneira geral.

Inicialmente façamos uma releitura do artigo em questão, clicando neste endereço-O que todo jogador deveria saber 1/10, para que possamos entender este novo enfoque.

Agora, observemos esta foto tomada dois dias atrás nas eliminatórias do campeonato universitário americano, a NCAA, onde os princípios de total controle e domínio do centro de gravidade na finta estão demonstrados em toda sua pujança e alta qualificação.

O aspecto mais impactante é o fato de ambos os jogadores estarem no ar, sem apoio no solo, mas perfeitamente setorizados em seus comportamentos, onde o atacante, por se encontrar em absoluto equilíbrio instável ( veja a projeção AB de seu centro de gravidade no limiar da área de sua base original no solo) o que o situa em vantagem ao seu marcador em equilíbrio estável ( a projeção CD de seu centro de gravidade está situada dentro da área original da base), fazendo com que seu deslocamento lateral em drible se situe claramente em vantagem ao deslocamento vertical de seu oponente, provando que uma ação ofensiva em drible e finta se torna vantajosa na medida em que o atacante se situe em equilíbrio instável, ante uma estabilidade defensiva, fator determinante nos cortes, nos giros, ou simplesmente nas trocas de direção, já que em equilíbrio instável, ou mesmo em desequilíbrio, sempre partirá em vantagem de deslocamento se seu oponente não exercer a mesma técnica, que sempre será de retardo a uma ação ofensiva, ou seja, o atacante age e o defensor reage. No entanto, quando os papeis são invertidos, o defensor poderá se opor vantajosamente ao atacante, situação esta que fundamenta os mais eficientes sistemas defensivos, principalmente os da linha da bola.

Concluindo, seja o atacante ou o defensor utentes das técnicas de controle de seus centros de gravidade, prevalecerá aquele que melhor controle obtiver em equilíbrio instável, ou mesmo em desequilíbrio, pois se beneficiará do fator mais eficiente nessas ações, a velocidade de partida, somente possível pela antecipação nos deslocamentos laterais, frontais e de recuo, nos limites em que a projeção de seu centro de gravidade se situar no bordo da área que ocupa no solo. É uma arte quase impossível de registrar pela velocidade dos movimentos, mas que foi magistralmente captada nesta fantástica foto.

Estudem e pratiquem bastante estes movimentos e melhorem seu jogo, o grande jogo.

Amém.

MANHÃ DE DOMINGO…

Para não dizerem que não falei do Jogo das Estrelas (?), ai vão algumas observações que considero pertinentes, principalmente nessa tentativa de popularizar o grande jogo, tão coisificado nas últimas duas décadas.

Como já falei sobre o congresso realizado na véspera, começo mencionando uma particularidade positiva, e, infelizmente, duas negativas. A presença do publico carioca foi o aspecto mais positivo e surpreendente, não só pelo seu grande numero, como pela alegria do reencontro com uma paixão adormecida, morta jamais, o amor pelo basquetebol.

Leia mais »

A NCAA E O CONGRESSO…

Passo a tarde e a noite enfurnado no March Madness, agora em HDTV via Internet, numa qualidade espantosa para os nossos padrões, quando para vermos um jogo televisado contamos com os benfazejos e aleatórios fluidos da SPORTV. As finais da NCAA é uma experiência fascinante para quem ama o grande jogo, pois envolve jogadores, ex jogadores de todas as épocas e idades, famílias inteiras, imprensa farta e monumentais doses de emoção e suspense.

Leia mais »

2016…

Nosso futuro olímpico…
Foto Andre Teixeira – O Globo

MUDANDO AOS POUCOS…

Sempre é bom falar de algo positivo relacionado ao nosso basquetebol, e nesse final de semana tivemos a oportunidade de atestar que esse algo vem num crescendo alentador. Falo de progressos técnico táticos que emergem do cenário estratificado que nos acostumamos a ver nos últimos anos, mais propriamente relacionados a armadores e pivôs.

No sábado com o jogo Joinville e Assis, e no domingo com Flamengo e Brasília, confirmamos que a realidade da dupla armação vai se consolidando, assim como o transito no perímetro interno já vai sendo bem explorado pelas equipes, ao manterem seus homens altos o mais próximos às cestas e em constante movimentação em trocas, bloqueios e eficientes posicionamentos nos rebotes ofensivos.

Leia mais »

EXCELENTE CONQUISTA…

Eis que lá nos meados do segundo quarto o técnico do Flamengo fez entrar seu segundo armador, o Fred, e seu pivô Colonese, já que até aquela altura do jogo nem Duda e nem Baby queriam nada com a marcação, ainda mais quando se deparavam com uma dupla argentina de armadores extremamente rápida e envolvente.

E o jogo mudou, reforçada a defesa, e com o ataque cadenciando e selecionando os passes, fez despontar o jogo certeiro e bem calibrado do Marcelo, que quando colocado em posição livre de marcação se torna letal nos três pontos. Resultado? Fez 30 pontos nos primeiros dois quartos e se situou como o jogador a ser parado pelos argentinos nos quartos finais.

Leia mais »

A FILOSOFIA DAS SELEÇÕES…

“A Seleção Sub-17 masculina também iniciou a preparação para o 21º Campeonato Sul-Americano da categoria, que será realizado de 25 a 30 de maio, em Trinidad, no Uruguai. Os 20 atletas dirigidos pelo técnico Gustavo De Conti começaram nesta segunda os testes físicos e treinos nos ginásios Comary e Pedrão, na cidade serrana de Teresópolis (RJ), onde ficarão até o dia 20. O Sul-Americano classifica os três primeiros colocados para a Copa América – Pré-Mundial Sub-18, em 2010.

O técnico Gustavo de Conti explica como será a primeira etapa de preparação.

“Nessa etapa inicial estamos passando os conceitos ofensivos e defensivos, dentro da filosofia das seleções brasileiras. No ataque, enfatizamos intensidade e ocupação dos espaços. Na defesa, rotações e transições defensivas. Além disso, estamos observando os atletas, vendo quem se adapta a qual situação. Realizamos treinos individuais, para fazer uma análise bem justa quando montarmos o grupo dos 12 que vão para o Sul-Americano”, esclareceu Gustavo, de 29 anos, que estréia no comando da equipe nacional. ( Publicado no Basketbrasil de 09/03/2009).”.

Leia mais »

MERITOCRACIA…

O placar no Draft Brasil aponta que faltam 1 mês e 29 dias para a eleição na CBB, e que mais do que possamos imaginar é o prazo onde as posições dos presidentes das federações se solidificam em torno dos candidatos, ou de um em particular, principalmente aquele que se cercar de influências político econômicas capazes de garantir os “cargos de sacrifício” da turma. E o mais qualificado neste mister é o consagrado grego melhor que um presente, já posando de preferido do colossal COB, que o quer perenemente eleito como a garantia mais do que certa do não soerguimento à médio prazo do basquetebol, com sua ameaça sempre latente de tornar a ser o segundo esporte no gosto do brasileiro, meta esta inalcançável sob a égide presidencial helênica.

Leia mais »

Comentários Recentes


    Warning: mysql_query(): Access denied for user 'paulo'@'localhost' (using password: NO) in /home/paulo/public_html/blog/wp-content/themes/paulomurilo/functions.php on line 7

    Warning: mysql_query(): A link to the server could not be established in /home/paulo/public_html/blog/wp-content/themes/paulomurilo/functions.php on line 7

    Warning: mysql_fetch_row() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/paulo/public_html/blog/wp-content/themes/paulomurilo/functions.php on line 8