FALEMOS UM POUCO DE TÁTICAS E SISTEMAS I…

Durante esta semana pude assistir a alguns jogos do Campeonato Nacional Feminino , da Liga das Américas em Porto Rico, e do Campeonato Paulista Masculino. Pude constatar algumas novidades técnicas, assim como testemunhar por mais uma vez, o quanto de fragilidade nos fundamentos ainda ostentamos nas divisões adultas, principalmente na feminina.

Me parece que a adoção de dois armadores tem se solidificado, o que é muito bom para o futuro de nosso basquete, mas com um óbice significativo, a manutenção do sistema único de jogo, onde um destes armadores praticamente substitui um dos alas, melhorando a qualidade técnica dos dribles, das fintas e dos passes, quando o ideal seria o incremento destas habilidades nos próprios alas, destinando aos dois armadores as funções, agora duplicadas, de coordenação e domínio das ações táticas ofensivas e defensivas. No atual cenário em que se desenrolam estas competições, somente duas equipes masculinas fogem, agora substancialmente, do padrão único, apresentando inclusive pivôs móveis com boa velocidade e flexibilidade, permitindo suas utilizações táticas pelos bons armadores que possuem, que são as equipes do Minas Tênis e de Franca. Mas aos poucos constatamos uma lenta, porém significativa adoção de novos conceitos fundamentados na dupla armação e a utilização de pivôs diferenciados dos massudos de outrora pelas demais equipes, numa evolução bastante positiva para o nosso basquete.

Mas o problema dos fundamentos ainda é crucial, principalmente nas equipes de base e no feminino em geral. Jogos desta categoria no Campeonato Nacional chegam a apresentar mais de 30 erros de fundamentos básicos, de armadoras inclusive, demonstrando que o preparo fundamental das jogadoras está declinando substancialmente, o que exige pronta análise e revisão de caráter pedagógico no preparo das mesmas.

Por outro lado, já podemos observar em algumas equipes o abandono lento, mas firme, das famigeradas pranchetas, e o diálogo olho no olho ampliado entre técnicos e jogadores, fator elogiável e promissor, pois os rabiscos indutivos e coercitivos à jogadas coreografadas, vem sendo substituídas por instruções pontuais, personalizadas e coerentemente voltadas às reais situações de jogo, e não àquelas utopicamente grafadas numa prosaica prancheta.

O próximo e definitivo passo terá como foco principal o estudo, a pesquisa, o treinamento e a adoção de novos sistemas que possam se apoiar com firmeza e audácia na dupla armação e na utilização cada vez maior de dois, a até três alas-pivôs, ou pivôs móveis, com habilidades similares em alguns aspectos aos armadores, para que possam se tornar capazes de interagirem com os mesmos dentro de padrões onde a presteza de ações corporais e a velocidade de raciocínio, dotem suas equipes das qualidades que fomos perdendo nos últimos 20 anos, e que nos levou ao patamar globalizado atual, incompatível com nossas mais destacadas e esquecidas, por não ensinadas e treinadas, habilidades criativas.

Lembremos-nos sempre, que sistemas de jogo devem ser treinados e praticados ao máximo e exaustivamente, para não darem certo, coreograficamente certos, e sim, que sejam capazes de desencadear nos adversários reações e atitudes várias, que quanto mais previsíveis forem, mais atuantes e efetivos se tornam tais sistemas. Essa constatação nos leva de encontro às exposições fantasiosas e falsas de conteúdo prático demonstradas e rabiscadas em uma prancheta, na qual os erros inexistem, já que apresentados sob a ótica de uma óbvia e enganosa realidade.

Nos próximos artigos apresentarei alguns aspectos na formulação, preparo e aplicabilidade de sistemas de jogo, fundamentados na dupla armação e na utilização de três pivôs móveis. Até lá então.

Amém.



2 comentários

  1. Fábio 15.12.2008

    Prof. Paulo,

    Seria possível colocar diagramas desse tipo de sistema que o senhor defende, com os dois armadores e os três pivôs móveis?

    Ele tem semelhança nítida com o sistema de triângulos?

    Abraços, estou ansioso pelo próximo artigo,

  2. Basquete Brasil 16.12.2008

    Prezado Fabio,já no próximo artigo técnico atenderei suas cobranças, que somente agora poderei saldar.Sim, os artigos terão diagramas e imagens, assim como narrações.Obrigado pelas educadas cobranças e aguarde os artigos Um abraço,Paulo Murilo

Deixe seu comentário

Comentários Recentes


    Warning: mysql_query(): Access denied for user ''@'localhost' (using password: NO) in /home/paulo/public_html/blog/wp-content/themes/paulomurilo/functions.php on line 7

    Warning: mysql_query(): A link to the server could not be established in /home/paulo/public_html/blog/wp-content/themes/paulomurilo/functions.php on line 7

    Warning: mysql_fetch_row() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/paulo/public_html/blog/wp-content/themes/paulomurilo/functions.php on line 8