VERDADES CONHECIDAS, MAS TRISTEMENTE OMITIDAS…

Este é o terceiro ou quarto, sei lá, técnico estrangeiro que nos brinda com “inovações” para a seleção brasileira que se prepara para os dois jogos decisivos a classificação para  o Mundial na China, porém, com uma instigante diferença, fala, às claras, sobre as mazelas técnico táticas que nos aflige a décadas de pusilânime dependência da matriz do norte, e sem meias palavras, na bucha, escancaradas verdades que temos omitido por todo esse tempo, perdendo gerações de bons talentos, formatados e padronizados por um sistema obtuso de jogo único, sustentado por um corporativismo exacerbado de “estrategistas” disfarçados em técnicos de alto nível, e mais recentemente, propalando aos midiáticos ventos, a supremacia autofágica das bolinhas de três, sufragando com as mesmas uma hegemonia falseada e absolutamente inaceitável (inclusive por ele mesmo)…

Foi esse nevrálgico óbice que o Petrovic abordou na entrevista de hoje cedo, quando anunciou a convocação para os dois jogos contra a República Dominicana e o Canadá, decisivos para a classificação ao Mundial. Vale muita a pena assistir a matéria produzida pela CBB, assim como a participação brilhante do Wlamir, do alto de sua experiência e inegável qualidade de grande campeão, técnico e professor do grande jogo…

Fico deveras feliz com a entrevista, pois, coincidentemente, esbarra num posicionamento que defendo e venho publicando nos últimos 14 anos de Basquete Brasil, confirmando com sobras, o quanto de conhecimentos aqui expostos, emulam os do croata, advindo de um basquetebol mais evoluído que o nosso nos tempos atuais, quando um pouco lá atrás éramos nós que dávamos as cartas, num tempo esquecido, por não devidamente valorizado, vítima do nosso incorrigível defeito de omitir glórias passadas. Mas hoje o Wlamir ali estava, avalizando o croata e fechando certas boquinhas que negam o que ele representou e representa para o nosso basquetebol…

O mais engraçado, se não fosse tragicômico, é o fato inconteste e indiscutível de, por toda minha vida nas quadras (e lá se vão mais de 50 anos), somados aos 14 deste humilde blog, ter estudado, pesquisado, ensinado, dirigido jogadores, equipes de todos os formatos e faixas etárias, e formado muitos e muitos professores, é que “agora”, com a palestra do Petrovic, tais evidências e conceitos serão reconhecidos, e quem sabe defendidos e divulgados, por todos aqueles que sistematicamente voltaram as costas para minhas realizadas ações técnico táticas, e por um único motivo, o de jamais me ter submetido ao abjeto corporativismo, autor e mantenedor da mesmice endêmica que o sustenta e promove, corporativismo este que, sem dúvida alguma gerará muita dor de cabeça a este croata visionário, que para cúmulo da má sorte foi brindado com um par de assistentes, que em nada, e por nada, comungam com suas sólidas e acadêmicas posições técnico táticas do grande jogo, não fossem as equipes por eles dirigidas, das mais e sôfregas utentes da hemorragia do três pontos em todas as competições de que participam. Sem dúvida alguma, muito pouco somarão às suas elaboradas convicções, avessas ao “chega e chuta” que ambos defendem…

Petrovic terá somente 7 dias para treinar a equipe, muito pouco para uma revisão técnica, quem sabe talvez aprimorar um pouco o sistema defensivo, o que já seria muito bom, tentar segurar a enxurrada de bolinhas, melhor ainda, e insistir no jogo interior, que se conseguido, classificará a seleção ao Mundial. Dali para frente será outra história, com mais tempo de treinamento, aperfeiçoamento de novos jogadores, e quem sabe, a implementação de uma forma proprietária de jogar, ousada e corajosa, onde o domínio dos fundamentos individuais e coletivos marcarão o futuro do grande, grandíssimo jogo entre nós. Torço sincera e honestamente para que ocorra tudo aquilo que professa e acredita…

Amém.

Foto – Reprodução da divulgação CBB. Clique duplamente na mesma para ampliá-la.

Entrevista – Página da CBB no Facebook –https://www.facebook.com/BasqueteCBB/videos/1121157921388503/ ou clicando em entrevista acima no texto.



2 comentários

  1. João 23.11.2018 (3 weeks ago)

    Treinador…só não vê quem não quer mesmo…ainda por cima o Instituto vem no rio e faz barba e cabelo em alguns dos nossos principais times…e ninguem falou nada a respeito desse baita fiasco….abraço coach.

  2. Basquete Brasil 24.11.2018 (3 weeks ago)

    Prezado Joáo, no artigo hoje publicado, creio ter respondido a seu comentário, o qual agradeço. Paulo Murilo.

Deixe seu comentário

Comentários Recentes


    Warning: mysql_query(): Access denied for user ''@'localhost' (using password: NO) in /home/paulo/public_html/blog/wp-content/themes/paulomurilo/functions.php on line 7

    Warning: mysql_query(): A link to the server could not be established in /home/paulo/public_html/blog/wp-content/themes/paulomurilo/functions.php on line 7

    Warning: mysql_fetch_row() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/paulo/public_html/blog/wp-content/themes/paulomurilo/functions.php on line 8