E ELAS CAIRAM…

Goncalves-15-07-2014

Venceram, as meninas venceram, formidável, começaram bem, classificando podem aspirar o pódio, é uma bela geração…

Tudo bem, legal, mas, como afirmar excelências sem que vejamos os jogos, sem podermos avaliar ações, atitudes, posicionamentos, produtividade, como?

Sobram as estatísticas, frias, cortantes, subjetivas no plano técnico, mas profundamente objetivas quanto à realidade do que realmente ocorre numa partida, apontando acertos e erros, apontando o caminho futuro face aos mesmos, para o bem, e infelizmente também para o mal.

E os erros, esquecidos pela mídia lá estão, enumerados, frios, cortantes, num jogo amarrado em pontos, mas eivado de muitos erros de fundamentos, para ambas as equipes, somando incríveis 48 (23 para nós, 25 para as russas), com 25 roubadas de bola (13 e 12 respectivamente), demonstrando que dribles e interceptações de bola compuseram o cardápio azedo de um jogo medíocre, mas desequilibrado nos rebotes, onde as russas mais altas faturaram 47 contra 34 das nossas, porém equilibrado nas percentagens de arremessos (15/45 nos de 2 para nós e 17/43 para elas, e 9/17 contra 14/21 nos lances livres respectivamente), onde o diferencial foi estabelecido nos arremessos de 3, quando as bolinhas verde e amarelas caíram (9/16) e as das russas em menor numero (5/15), determinando o resultado do jogo, 66×63…

Fica então, bailando no ar a pergunta que não cala, mas consente o continuísmo de uma realidade que tão bem conhecemos, e iludidamente pensamos dominar – E se nos próximos jogos elas não caírem? Pois se dependermos dos fundamentos, base e alicerce de qualquer sistema de jogo que se escolha, ofensivo e mesmo defensivo, pouco avançaremos, agora, e para mais adiante, quem sabe, 2016, mas as bolinhas, essas, quem sabe…

Amém.

Foto – Divulgação FIBA. Clique na mesma para ampliá-la.



4 comentários

  1. Ricardo/MS 19.07.2013

    Olá Professor, acho que você irá comentar, mas a seleção na vitória contra a Coreia, arremessou apenas 2 bolas de três pontos!!! U-la-la-la.

    Faz tempo que não apareço neste espaço, mas achei impressionante: 2 bolas de três pontos em 40 minutos de jogo!!!

    Um grande abraço, Ricardo.

  2. Fernando 19.07.2013

    Falar da geração 94 do basquete feminino para mim , que sou pai de uma Atleta, é um pouco suspeito.
    Porém peço que me de o direito de escrever aqui minha experiencia de acompanhar minha filha ha onze anos pelas quadras em campeonatos Estatuais e até a nível de seleção paulista aonde ela já tem o titulo de tri campeã Brasileira, ganhou os dois últimos estatuais sub 17 e sub 19 paulista e dois títulos com a seleção Brasileira de base.
    Conheci varias pessoas abnegadas, que como eu amam o basquete, cito aqui o primeiro técnico dela que falava que ela tinha um futuro promissor no basquete e eu respondia ¨tem que estudar “, como se no Brasil esporte e educação andassem juntos….
    É aqui que quero que entenda que trabalhar fundamentos em quadra de cimento, sem abrigo de sol ou chuva com quase nenhuma estrutura é difícil, tem que amar o que faz, tem que ter fé, acreditar.
    Muitas meninas dessa geração vi ficar pelo caminho tendo que fazer escolhas , sim , porque poucas tem condições dos pais comprarem um tênis as escolinhas ou clubes ajudam como podem tem que gostar muito, ajuda de custo poucas tem.
    O campeonato sub 19 paulista este ano, se tiver , acredito que não terá mais de seis times….
    O esporte é deixado para trás por causa de outras prioridades, mais o dia que nossos governantes entender que da para tirar criança e adolescente da rua através do esporte, nosso pais vai dar um passo enorme para, ai sim ser do primeiro mundo, e o basquete esporte lúdico e movimentado dará ainda mais sua contribuição.
    Estou vendo um cenário novo acredito que com certeza tem muita gente trabalhando para melhorar , e , está melhorando….
    Por isso falo , grito ,escrevo , Parabéns meninas e comissão técnica da seleção Brasileira sub 19 vocês já ganharam, são as melhores, para mim com certeza.

  3. Basquete Brasil 20.07.2013

    Prezado Ricardo, bom vê-lo de volta aos comentários. O artigo de hoje aborda essa importante conquista, ainda mais de uma seleção nacional.
    Um abraço, Paulo Murilo.

  4. Basquete Brasil 20.07.2013

    Prezado Fernando, apreciei muito seu relato, e concordo com tudo que foi exposto. Também torço e trabalho para que melhoremos o grande jogo, e também sei das enormes dificuldades e grandes obstáculos que se deparam ante o mesmo. Mas dia virá em que se tornará uma grata realidade o soerguimento de tão apaixonante modalidade.
    Obrigado pelo relato e audiência. Um abraço. Paulo Murilo.

Deixe seu comentário

Comentários Recentes


    Warning: mysql_query(): Access denied for user ''@'localhost' (using password: NO) in /home/paulo/public_html/blog/wp-content/themes/paulomurilo/functions.php on line 7

    Warning: mysql_query(): A link to the server could not be established in /home/paulo/public_html/blog/wp-content/themes/paulomurilo/functions.php on line 7

    Warning: mysql_fetch_row() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/paulo/public_html/blog/wp-content/themes/paulomurilo/functions.php on line 8